MICRONINHO - INCUBADORA SOCIAL

Fases Microninho

Admissão – processo de candidatura ao projeto, efetuado pelo candidato em que a equipa do projeto avalia se cumpre as condições de acesso:

Desempregado - comprovado através de inscrição no IEFP (Obrigatória e Exclusiva);
Baixos recursos económicos – comprovado por declaração de IRS, ou declaração da Junta de freguesia em como está em insuficiência económica ou comprovativos de rendimentos e despesas;
Baixa ou muito alta escolaridade, desajustada do mercado de trabalho – a comprovar mediante certificadod e habilitações;
Monoparentalidade – a comprovar por constituição de agregado familiar;
Minoria étnica ou migrante – a comprovar por passaporte, Cartão residente, ou CC;
Outra situação, a avaliar pela equipa.

 

Na fase de admissão, em sede de entrevista, é definido o plano de autonomização, ou seja quais as estratégias que a família empreendedora quer assumir para resolver as suas situações de fragilidade, que forma definidas em conjunto com os técnicos, e quais os tempos em que o pretende fazer.

Ferramentas Microninho

Intervenção Psicossocial – após a definição do plano de autonomização é de imediato colocado a disposição do agregado familiar, um gestor de caso, que coloca ao dispor do agregado familiar, um conjunto de metodologias de suporte e apoio ao agregado familiar para resolver situações que o agregado considera vitais para a sua autonomização (estabilização social, financeira, jurídico-legal, psicológica) esta intervenção desenvolve-se em paralelo a todo o trabalho de empregabilidade e empreendedorismo e segue o agregado até autonomização;

Coaching/tutoria e mentoria – serviço individualizado, colocado ao serviço os beneficiários no sentido de treinar e desenvolver áreas que constituem desafios para os mesmos, pretendo reforçar competências e capacidades para fortalecer e potenciar a resolução de problemas, e melhorar a motivação e resiliência para a autonomização.

 

Disponível para a área de empregabilidade ou empreendedorismo

 

Programa Microninho (empreendedor) – reforço das competências empreendedoras – sessões individuais e grupais que levam o candidato a descobrir as suas áreas fortes, melhorar as menos desenvolvidas e a regressar rapidamente ao mercado de trabalho.

Programa Microninho (empregabilidade) – reforço de competências empreendedoras em áreas chave desafiantes da procura de emprego que apoia os empreendedores candidatos desde a fase de conceção e ajustamento territorial, com o estudo de mercado, à fase de acompanhamento após implementação e formalização do projeto, reforçando as suas competência, apoiando a realização de plano de negócios e as candidaturas a financiamento (caso seja necessário).

Follow Up – após a resolução das situações problema do agregado familiar e sua estabilização, o mesmo é acompanhado ao longo de 1 a 2 anos, de forma sistemática, e conforme acordo com o agregado familiar, para maximização do sucesso da autonomização e prevenção das situações de insucesso.

Parceiros

Câmara Municipal da Lousã

Câmara Municipal de V. N. Poiares

Município de Penela

Condeixa Município

Junta de Freguesia de Lousã e Vilarinho

Portugal Inovação Social

PO ISE

Portugal 2020

UE - Fundo Social Europeu

Universidade de Coimbra

Universidade de Aveiro

FEUC

Dueceira

Escola Profissional da Lousã

Associação Animar