Concurso de Ideias ComSentido (2021)

Concurso de Ideias ComSentido (2021)

ComSentido, é um concurso que visa atrair e captar ideias de negócio, ou projetos sociais, que tenham como objetivo resolver um problema ou satisfazer uma necessidade que se verifique nos concelhos em que operamos, Lousã e Condeixa-a-Nova ou noutros quaisquer, desde que aqui possam ser implementados, testados e desenvolvidos, contribuindo para o desenvolvimento local sustentável.

Este ano, estamos na 2.ª edição do COMsentido, vivemos uma altura de extremo desafio, motivada pela pandemia SARS COV2, que ameaça a população a nível mundial, bem como todos os sectores de atividade. Sabe-se que para além do impacto direto que teve e tem na nossa saúde, motiva também graves consequências nos sistemas sociais e económicos a nível mundial, sendo que quem se encontre numa situação mais vulnerável, mais probabilidade tem de ser afetado a vários níveis pelos impactos sociais, económicos e ou sanitários desta política.

Por todo o lado as pessoas vão tentando encontrar formas de adaptação a este novo estilo de vida, com esperança resiliência e criatividade, para que de forma consciente possam regressar ou ingressar numa nova normalidade, enquanto se reinventam, bem como aos seus projetos, negócios, trabalhos e vidas sociais e familiares.

Assim, é neste contexto, que o COMsentido, 2.ª edição, assume ainda MAIS relevância.

Procuramos ideias que sejam inovadoras, disruptivas, ousadas e orientadas para o bem de todos, para potenciar o território, e assumir a missão de trabalhar para o seu desenvolvimento, em e com a comunidade, ancoradas numa logica de inovação social. As ideias que se candidatem a este concurso devem promover direta ou indiretamente a satisfação de necessidades das pessoas (bens, serviços e/ou outros), bem como formas alternativas de as satisfazer de forma segura, eficiente e próxima.

Em paralelo, valorizam-se ideias que afirmem a identidade territorial e cada concelho, bem como as suas caraterísticas e produtos mais marcantes, promovendo a criação de projetos estruturantes e dinâmicos, com capacidade de melhorar a qualidade de vida das pessoas a que se destinam.

Apela-se ainda a que os projetos demonstrem a capacidade de fixação de pessoas nestes territórios, quer de forma continua, quer de forma transitória, mas sustentável, preocupando-se em criar mecanismos que facilitem a criação de dinâmica e animação local que tornem estes territórios cada vez mais apelativos, para que as famílias aqui residentes possam desenvolver-se e multiplicar-se de forma inclusiva e feliz.

Devem ainda ter em atenção a integração de públicos em situação potencial ou efetiva de fragilidade (ex. contratação de desempregados, pessoas com deficiência, jovens à procura do primeiro emprego, mulheres com famílias monoparentais, pessoas com mais de 45 anos, pessoas altamente qualificadas ou com muito baixas qualificações…), e a criação de empresas/instituições/entidades que permitam conciliação entre vida familiar e laboral, uma vez que o desenvolvimento das regiões faz-se com a valorização e integração e todos os seus elementos, e a preocupação com o aumento da natalidade, é uma constante para qualquer um destes concelhos.

As ideias podem dar origem a projetos lucrativos, ou não, desde que mantenham uma componente de inovação social, resolvendo problemas e/ou satisfazendo necessidades, e que tenham preocupações verificáveis e concretas que vão para lá do lucro da empresa, ou seja, que sejam boas para @s seus promotores, mas que também sejam boas para o seu território, ou até para o mundo! Não há limites às boas ideias!

Acreditamos que tod@s junt@s, em COMunidade, e apesar deste grande desafio que a COVID 19 nos trouxe, conseguimos criar um território criativo, dinâmico e desenvolvido em que tod@s @s atores possam viver de forma mais integrada, equitativa, sustentável e mais feliz! Sobretudo, que @s noss@s descendentes possam receber um lugar bem melhor para viver!

Inscrição: https://forms.gle/vDiFWrDvX9avADY69