Famílias com Afetos

Famílias com Afetos

Famílias com Afetos, um projeto que promete por a felicidade e realização das crianças jovens e famílias em primeiro lugar!

Como seria a nossa sociedade se os afetos fossem a fórmula mágica para unir e aproximar as pessoas? Como seria uma comunidade onde as pessoas olhassem umas para as outras com empatia, com resiliência e com compaixão? Como seria pôr pais, professores, educadores, crianças e jovens a falar a mesma língua e a escutarem-se com o coração?

Esta é a realidade que o projeto “Famílias com afetos” pretende co-construir com os atores chave do concelho da Lousã, e que após anos de inatividade devido a falta de financiamento regressa agora à comunidade graças ao apoio do Programa Cidadãos Ativ@s, no âmbito do Mecanismo Financeiro do Espaço Económico Europeu – EEA Grants, gerido em Portugal pela Fundação Calouste Gulbenkian e a Fundação Bissaya Barreto, e em parceria com a Câmara Municipal da Lousã, Comissão de Proteção de Crianças e Jovens da Lousã e Agrupamento de escolas da Lousã.

Este projeto disponibiliza um acompanhamento holístico, apoiando e fortalecendo crianças/jovens e suas respetivas famílias em todos os pilares das suas vidas através de uma intervenção de proximidade e em articulação com redes sociais de suporte no âmbito social, emocional, educacional, familiar e comunitário.

Este projeto pretende assim contribuir para a minimização do risco de exclusão, intervindo e capacitando todos os intervenientes envolvidos na vida das crianças e jovens, desde logo os próprios e os pares, em turma- nas escolas, os pais e educadores – com intervenção familiar e encontros de fortalecimento, e junto dos professores, com formação e capacitação para os afetos,  para que em conjunto se possa promover a tão desejada mudança em que todos se unem em prol de um objetivo comum, a felicidade e bem estar das crianças e jovens, prevenindo e minimizando ciclos exclusão, violência, bullying discriminação, insucesso, comportamentos desviantes e afins, contribuindo assim para a formação e afirmação do que se espera venham a ser adultos felizes e realizados, intervenientes e ativos nas suas comunidades alimentando assim o ciclo virtuoso da inclusão.

O projeto estará no terreno até 30 de abril de 2023, e espera até lá apoiar 200 beneficiários, entre os quais 130 crianças e jovens, 70 famílias 50 professores/ auxiliadores/educadores que pretendam aceder a este programa.

A ADSCCL é uma instituição particular de solidariedade social que atua no concelho da Lousã, Condeixa e Figueira da Foz, tendo desde 2012 iniciado o caminho da inclusão com projetos de inovação social para o desenvolvimento local sustentável e inclusivo. Tem em funcionamento a Microninho+IN – Incubadora Social e de Inovação, a Rede Cuidas e o Microninho ISI na Figueira da Foz.

#CidadaosAtivos