Memórias de Ilustres Desconhecidos #31 (04/05/2022)

Memórias de Ilustres Desconhecidos #31 (04/05/2022)

A D. Maria de 78 anos é natural de Angola (Samba Caju) e veio para Portugal com 33 anos de idade cheia de vida e garra para iniciar uma vida nova, como nos conta.

“…Na Lousã, o meu primeiro trabalho foi na Florestal. Andávamos na floresta, nas serras a plantar pinheiros, cedros, eucaliptos e outras árvores. Íamos para onde era preciso… Andei na Figueira da Foz, em Leiria, na Pampilhosa, até em Coimbra. Éramos equipas grandes, ia muita gente para as serras. Trabalhávamos muitas horas (…) no início custou-me muito, depois habituei-me e até gostava.

Naquela altura, 1 mês de trabalho, à chuva, ao frio, ao calor rendia 15 contos! Era bom dinheiro naquele tempo! Mas tínhamos dias muito difíceis (…) tínhamos de aquecer as mãos nos radiadores das carrinhas nos dias de geada!
Neste tempo os colegas começaram a chamar-me de tia Maria e fiquei a ser conhecida assim até aos dias de hoje!”
E é assim, com este sorriso lindo, de mulher que não teve medo do trabalho, que nos conta as suas aventuras e nos mostra os seus álbuns de fotografias antigas