Memórias de Ilustres Desconhecidos

Memórias de Ilustres Desconhecidos

Geralmente contam-se as histórias de gente de grandes feitos e valia, também se contam histórias menos boas, que isto de ficar na história, tem muito que se lhe diga, mas esquecidas pela história e pela memória coletiva ficam todos os que viveram as suas vidas de forma mais ou menos discreta, e que não foram guardados em livros, jornais ou imortalizados em placas de ruas, mas queremos mudar isso!

Para o Rede Cuidas, a memória coletiva de um povo, faz-se dele mesmo, com as suas caras, vozes, saberes e sentires, e quem melhor para a contar e deixar imortalizada a sua história senão o próprio povo?

É assim, com base nesta vontade de dar nome aos desconhecidos, de imortalizar historias de vida cheias de sentidos, de memorias, de tradições e de lugares, com os seus cheiros, sabores, saberes e formas de sentir e estar, que surge a rúbrica “Memórias de Ilustres Desconhecidos”, que contribuirá para o dignificar do povo Lousanense, preservado pelas palavras e memória dos seus seniores, que preservam em si mesmos a riqueza das gentes desta terra, que com vidas recheadas de experiências e saberes nos mostram, pelos seus sentidos, como eramos, como somos e quem sabe, como poderemos ser.

Para já, publicaremos em formato digital histórias de vida, de todos os nossos beneficiários, que nos contaram ou que a escreveram e nos autorizaram a publicar, mas esta etapa é apenas uma pequena parte do que pensamos fazer.

Venham daí, e sigam atentamente o que estas maravilhosas pessoas têm para nos contar.

Seniores felizes são património de comunidades vivas e sustentáveis!