Sementes para o Futuro

Em 2017 os violentos incêndios que afetaram a nossa região criaram uma necessidade e uma urgência de ação concertada sobre as nossas florestas. Em 2018 as organizações parceiras e co-promotoras deste projecto, Activar, ADSCCL, Dueceira e Lousitânea, envolveram-se numa discussão alargada sobre a necessidade de repensar e agir sobre o ordenamento florestal, e sobretudo, sobre a necessidade de reflorestar áreas ardidas de forma correcta, mais resiliente e sustentável, da qual resultou um Seminário e, brotou a ideia de agirmos e criarmos micro-maternidades de árvores autóctones, numa co-responsabilização de todos para além dor organismos habituais: famílias, empresas, associações, IPSS, etc.

Em 2018, o Fundo Ambiental possibilitou a apresentação de candidaturas e o GAL Dueceira, na qualidade de entidade promotora, em parceria com os Municípios e outros Agentes Locais e o apoio técnico da ACTIVAR, ADSCCL e Lousitânea, teve acesso a um financiamento para testar uma ideia de envolvimento das comunidades na recolha de sementes e na criação de micro maternidades de árvores nos seus 4 concelhos de abrangência: Lousã, Miranda do Corvo, Penela e Vila Nova de Poiares.

Ao longo de 2019 as entidades e os guardiões estiveram ao serviço das micromaternidades que estão a crescer sendo que as plantações em cada concelho irão decorrem em janeiro de 2020. Atendendo aos bons resultados do projeto, prevê-se que venha a ser lançada a campanha, e assim em 2020, repetiríamos todo o processo.